Gastos com a copa do mundo e olimpíadas no Brasil.

Já se passou muito tempo desde que o Brasil foi escolhido para sediar a copa do mundo de 2014 e as olimpíadas de 2016.

Muitas obras foram exigidas pelos comitês organizadores destes eventos e nossos governantes se comprometeram a executá-las no tempo hábil.

Porém todos sabem que estas obras já estão atrasadas por diversos motivos e que muitas destas promessas jamais serão cumpridas.

Alguns políticos de oposição até já propuseram que o Brasil desista de sediar tais eventos, alegando que não será possível cumprir com as promessas e porque o retorno de tais investimentos, para a sociedade brasileira, é questionável.

Alguns até dizem que tais atrasos são propositais, para servirem de argumentos de execuções a custos superfaturados e sem os devidos cuidados nos processos licitatórios, que é muito comum por aqui, infelizmente.

Esta cogitação, que muito aflige o povo brasileiro, parece se tornar uma realidade, pois foram aprovadas pela câmara dos deputados em Brasília, neste mês de junho de 2011, algumas medidas propostas pelo governo federal, incluídas malandramente numa medida provisória, que visam manter em segredo as estimativas de custos dos empreendimentos e outras medidas, que restringem a transparência destes gastos.

Todos sabem o resultado desta tragédia anunciada há muito tempo!!!

Algas na alimentação humana.

Os orientais há muitos anos já incluíram as algas na sua alimentação. Aqui no Brasil isso ainda não virou tradição, porém cada vez mais, através da culinária oriental, a alga vem sendo apreciada.

Já se conhecem alguns benefícios da alga para o ser humano, mas estudos ainda procuram aumentar esses conhecimentos e com isso esse alimento tende a se popularizar por aqui também.

Cientistas britânicos, da faculdade de New Cafor, descobriram que ela é capaz de aumentar a produção de muco protetor da parede dos intestinos, que facilita a digestão e absorção dos nutrientes.

Eles afirmam que a fibra de algas pode evitar a incidência de câncer e doenças cardiovasculares.

Já se constataram efeitos positivos de extratos de algas na dieta humana, que após processadas em laboratório se obtém composto de carboidrato em pó.

Algas já são utilizadas em espessantes de gelatinas e outros produtos alimentares, além de sua utilização na farmácia e odontologia.

Os cientistas britânicos estão propondo a utilização de uma farinha de alga que possa ser adicionada nos alimentos, inclusive no pão e em carnes, como hamburger.
Novos estudos continuam sendo feitos e cada vez mais serão conhecidos os benefícios da alga na alimentação humana.

Quais os cuidados nas compras em supermercados?

Um ato tão simples como o de se fazer compras, que até uma criança consegue fazer, também pode exigir alguns cuidados. Cuidados que nem sempre as pessoas têm, pagando muito caro pela falta deles.

As grandes redes de supermercados investem bastante em pessoas especializadas que estudam minuciosamente os comportamentos das pessoas, para aumentaras suas vendas.

O consumidor também tem que estar preparado para fazer compras, para não entrar nas armadilhas impostas.

Listamos abaixo alguns cuidados que se deve ter quando se vai aos supermercados para fazer compras.
1 – Nunca ir ao supermercado com fome, pois isso faz com que alguns produtos sejam comprados sem necessidade.
2 – Evitar levar crianças ao supermercado, pois as gôndolas são dispostas de maneira a sugerir às crianças a compra de produtos que nem sempre são saudáveis ou necessárias. Normalmente os produtos sugeridos às crianças estão em gôndolas dispostas nos caminhos, como dos caixas, muitas vezes formando verdadeiros corredores sinuosos. Tais produtos estão quase sempre colocados nas prateleiras mais baixas, sempre ao alcance de qualquer criança.
3 – Sempre fazer uma lista em casa dos produtos a serem comprados, pois isto evita esquecer alguma coisa necessária, além de evitar que se compre produtos desnecessários.
4 – Tomar sempre o cuidado de verificar a data de validade dos produtos, pois muitas das vezes os produtos mais baratos e em promoção expostos nas gôndolas já estão com a data de validade vencida ou faltando poucos dias para se extinguir.
5 – Fazer o cálculo do preço do produto indicado na embalagem, pois um produto que parece ser mais barato que o da outra marca, pode conter uma quantidade menor.
6 – Tomar especial atenção para os preços indicados nas gôndolas e se possível levar um papel e caneta para ir anotando, para se conferir ao passar pelo caixa, pois invariavelmente os preços na hora de se pagar são superiores. Esta é uma prática comum em todos os supermercados e
até parece proposital, pois poucos clientes atentam a este detalhe e com isto no final do dia o supermercado consegue aumentar seus lucros consideravelmente.
7 – Deixar para o final da compra os produtos perecíveis e congelados, como carnes, laticínios e outros, para não ficarem muito tempo nos carrinhos, principalmente em locais e dias quentes.
8 – Adquirir o costume de levar a sacola de casa, evitando as tão condenadas sacolas plásticas, que não são biodegradáveis.
9 – Não esquecer de levar dinheiro, cartão, talão de cheques ou outra modalidade para pagar as compras.

Salmão trangênico

A luta contra os produtos agrícolas trangênicos continua em todo mundo, porém cada vez mais eles avançam.

Dizem que eles são mais resistentes às pragas e dessa forma seriam mais benéficos para o meio ambiente por não usarem agrotóxicos em demasia, porém ainda não são conhecidos os reais resultados sobre a nossa saúde, razão para tantos questionamentos e oposição, além do temor que estas mutações venham a ser prejudiciais e causem sérios danos genéticos às espécies.

Agora esta tecnologia já avança para o mundo animal. Muitas pesquisas estão em andamento no mundo todo. Nos EUA foi anunciada esta semana a liberação para criação e comercialização do salmão trangênico.

Será criado em água doce e, segundo informações dos pesquisadores, leva metade do tempo para se atingir o ponto de abate e comercialização em relação ao salmão da água salgada, que cada vez está mais difícil a sua pesca.

Em breve teremos o porco trangênico, o frango trangênico e assim por diante.

Uso de papel agride o meio ambiente?

Uma forte corrente tomou conta de defensores do meio ambiente, que se propagou para a população em geral e hoje desde crianças até pessoas de idade já fazem algum discurso em prol do planeta.

Na maioria dos discursos se ouve que devemos evitar o uso de papel, pois isso implica em derrubada de árvores, comprometendo desta forma o nosso planeta.

Porém os empresários ligados a este setor contestam esta versão e dizem que é bem ao contrário. Argumentam que o papel fabricado atualmente não é com árvores nativas e sim a partir de reflorestamentos criados pelas próprias empresas, que desta forma estariam contribuindo para a captação do dióxido de carbono e não destruindo as florestas já existentes.

Nisso eles até tem razão, porém há o aspecto do grande consumo de água e energia para a fabricação do papel, ale da área de reflorestamento, que poderia ser utilizada para plantio de alimentos.

Água tratada da torneira x água mineral do galão

Um produto dos mais nobres para o ser humano e que tanta polêmica gera é a água.

Uns acham que só se deve ingerir água engarrafada ou de galões, as chamadas águas minerais. Dizem ser mais pura, mais saudável, mas seguido vemos na mídia reportagens sobre produtos contaminados, inclusive de marcas de grande prestígio no mercado.

Porém alguns especialistas afirmam que a água de torneira, por ser tratada, seria melhor. Ela passa por vários processos, que controlam a cor, turgidez, pH e principalmente a adição do cloro, para esterilizar e matar bactérias e outros microorganismos, nocivos à saúde humana.

Mas seriam todas estas características verdadeiras? Nem sempre, pois até pode ser uma verdade quando a água sai da estação de tratamento, após todos os testes e controles laboratoriais, mas até ela chegar às nossas casas muita coisa acontece.

Nem sempre as tubulações são bem conservadas e podem passar por regiões contaminadas, deixando a água que vamos utilizar imprópria ao consumo. Muitas vezes sequer tomamos os devidos cuidados em nossas residências, como limpara as caixas de água com os cuidados requeridos.
Especialistas recomendam o uso da água tratada da torneira, mas após ser fervida ou filtrada.

Sabonete líquido

A área de cosméticos e de higiene se transformou em um grande nicho de mercado.

Hoje já se encontram os mais variados produtos e cada dia surgem novos e revolucionários no mercado. Até lojas especializadas nesse ramos se proliferaram pelas cidades brasileiras.

Exemplo o sabão, que em outros tempos só se conhecia o de pedra, que as lavadeiras e as esfregadeiras dos tanques bem o conheciam.
Com o surgimento da máquina de lavar roupa não tardou para surgirem o sabão em pó e o sabão liquido.

O que se verifica atualmente é a moda de se utilizar o sabonete líquido, que é oferecido em vários perfumes, quase todos associados a flores ou frutas.
Na verdade ele é bem mais cômodo que o tradicional, em pedra, que deixa aquela crosta horrível e de difícil limpeza nas saboneteiras das pias e banheiros.

Quando pensamos que não há mais nada a se criar, somos surpreendidos por idéias originais e simples e de grande sucesso.

Estágio profissional para universitários

Quando o jovem está para concluir o ensino de segundo grau, fica com a cabeça em conflito, pois nem todos já tem nesse período decidido sobre fazer ou não um curso universitário e qual destino escolher.
Depois que entram na faculdade, muitos se acomodam e acham que só o diploma já lhes garantirá o futuro. Grande engano.

É necessário que o estudante universitário tenha em mente que só o diploma não é suficiente para o sucesso da sua carreira e que deve procurar experiência desde cedo, ainda quando estudante.

Por isso deve procurar estágio em empresas, que hoje já é regulamentado por lei. Um bom estágio lhe dará experiência e ensinamentos de como lidar com certas situações, que defrontará quando já for um profissional e estiver assumindo responsabilidades.

Muitas empresas fazem dos estágios verdadeiras escolas para preparar e especializar a mão de obra que utilizarão, de acordo com seus fundamentos. Algumas chegam a aproveitar em seus quadros mais de 60 % dos estagiários utilizados.

Na verdade o estágio é um elo entre a faculdade e a vida real profissional, onde se pode aliar a teoria com a prática.

Porque o horário de verão no Brasil?

A mudança no horário de uma região ou de um país inteiro através de decreto governamental não é exclusividade do Brasil. Aliás, nós copiamos dos outros.

Essa medida, que vem sendo adotada no Brasil desde 1932, visa o melhor aproveitamento da luz natural, pois em certas regiões do Brasil, o fato de se adiantar uma hora os relógios reduz o consumo de energia elétrica entre 18 horas e 20 horas. Estudos demonstram que a redução média da demanda de energia elétrica tem sido em torno de 5 % nas regiões onde é aplicado este horário diferenciado.

Além dessa economia, diminui a sobrecarga das linhas de transmissões, subestações e sistema de transmissão neste horário considerado crítico, pois as indústrias e comércio ainda estão operando e as iluminações das residências e iluminações públicas começam a ser ativadas.

O horário de verão no Brasil tinha início em data fixada por decreto todos os anos, porém atualmente esta data já é pré-fixada e tem início no terceiro domingo de outubro de cada ano, com o término no terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte, porém, se a data de encerramento coincidir com o Carnaval, o horário de verão fica automaticamente prolongado por mais uma semana, como precaução para não atrapalhar o turismo no país.

Este ano de 2010 o horário de verão terá início em 17 de outubro e terminará em 20 de fevereiro de 2011, valendo para as regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste, onde os relógios deverão ser adiantados em uma hora.

Os Estados onde isso ocorrerá serão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Quanto custa um casamento?

Dizem que casar saiu de moda. Não vejo isso como uma verdade, porque casais continuam a se formar todos os dias.

Porém, podemos dizer que fazer festa de casamento anda meio com os dias complicados, pois atualmente poucos tem dinheiro ou estão dispostos para dispensar para esse, digamos, luxo nos dias de hoje.

Os custos são muito elevados para se promover tal festa, os recursos andam escassos e economizar esta grana para o início da vida a dois pode fazer muito bem.

Se somarmos todos os gastos, como roupas para o dia, locação de carro especial, decoração da igreja ou do local da cerimônia, músicos, taxas de cartório, igreja e outros, além, é claro, da recepção em um bom restaurante, o gasto, se economizado, praticamente já daria para garantir um carro para o casal, ou uma boa entrada em um imóvel.

Essa é a razão que ouço por aí, para a escassez das grandes festas de outrora.