Category Archives: Anticoncepcional

Receitas médicas escritas no computador e as vendas de remédios nas farmácias

Quando vamos comprar qualquer remédio em uma farmácia, o vendedor já se preocupa em oferecer outro, alega que é a mesma coisa, que faz o mesmo efeito, que tem a mesma fórmula. Será que isso é verdade? Nem sempre, porque eles tentam vender o produto que lhes dá mais lucro, mais comissão. Daí você toma os tais remédios mais baratos, que nem sempre fazem o mesmo efeito e você gasta até mais e não se cura direito.
Outro problema que ocorre com freqüência é quando vamos com aquelas receitas de médicos, que são só rabiscos, que o farmacêutico tem que adivinhar o que está escrito. Nem sempre o vendedor da farmácia tem formação e percepção para adivinhar e vende o que ele imagina ser.
Há muito tempo se tem falado e combatido esse hábito dos médicos, que acham que quanto mais ilegível for sua receita, mais valorizado eles ficam.
Para eliminar com esse problema algumas atitudes tem sido tomadas pelos órgãos públicos. Em Brasília foi aprovada uma lei, que entrará em vigor dentro de 90 dias, que toda receita de médico ou dentista deverá ser impressa no computador. Desta forma eliminará este problema.
Acho bem melhor mesmo, pois receita é para ser lida e não adivinhada, além do que o profissional poderá se organizar com um cadastro e um prontuário dos pacientes, que em caso de necessidade a qualquer toque poderá se ter todo o histórico do paciente.
Os bons profissionais já fazem uso da tecnologia em seu trabalho.

Comércio de remédios no Brasil não tem ética

Em qualquer lugar se compra remédios no Brasil. Há um monte de farmácias por todos os lugares. Até em bancas de revistas e lanchonetes de paradas de ônibus se compra.
Nas farmácias não se exigem receitas médicas até para os controlados. É fácil consumir qualquer destas drogas por aí. A ANVISA diz que controla, mas faltam recursos e fiscais até para os casos mais complicados.
Isso sem falar nos “moambeiros”, que agora já trazem remédios do Paraguai e até fazem receitas para a população, sem conhecer a verdadeira procedência, as aplicações e até mesmo os efeitos colaterais de tais drogas. Basta ver todas as semanas nos noticiários as prisões efetuadas pela polícia de pessoas vendendo estas drogas, que dizem causar abortos, combater à impotência, analgésicos e até emagrecedoras.

Anticoncepcional injetável – a descoberta do brasileiro Dr. Coutinho

Os anticoncepcionais talvez tenham sidos uns dos principais elementos de emancipação das mulheres no mundo. Embora ainda hoje venham enfrentando oposição severa das igrejas é sem dúvida eles que deram apoio às mulheres, que não passavam de meras reprodutoras até alguns anos atrás.
Porém poucos sabem e muito pouco se divulga a participação de um brasileiro nessas descobertas de tanta valia. Trata-se do Dr. Elsimar Coutinho, um médico baiano. É bom lembrar nesse momento, logo agora que a pouco tempo uma importante autoridade do departamento de medicina da faculdade da Bahia menosprezou a capacidade dos baianos, dizendo até que a capacidade dos mesmos era só suficiente para tocar berinbal porque este instrumento só possui uma corda.
O Dr. Elsimar Coutinho despontou e tornou-se uma das maiores expressões na endocrinologia da reprodução e no planejamento familiar, tendo desenvolvido além do primeiro anticoncepcional injetável de efeito prolongado (Depo Provera), a primeira pílula anticoncepcional contendo norgestrel que é hoje o progestínico mais usado do mundo, seguida da primeira pílula de dosagem reduzida. Outros métodos anticoncepcionais, fruto do seu pioneirismo, desenvolvidos ao longo de quarenta anos de pesquisas na Faculdade de Medicina da UFBA, incluem implantes subcutâneos com efeito prolongado (seis meses, um ano, dois anos, 3 anos e seis anos), dispositivos intrauterinos (Cruz de Lorena e Cruz de Caravaca), e o Lovelle®, a pílula vaginal.
Acho que a tal autoridade está muito mal informada sobre o histórico de seus conterrâneos ou é ele que tem só um neurônio.