Category Archives: Brasil

Gastos com a copa do mundo e olimpíadas no Brasil.

Já se passou muito tempo desde que o Brasil foi escolhido para sediar a copa do mundo de 2014 e as olimpíadas de 2016.

Muitas obras foram exigidas pelos comitês organizadores destes eventos e nossos governantes se comprometeram a executá-las no tempo hábil.

Porém todos sabem que estas obras já estão atrasadas por diversos motivos e que muitas destas promessas jamais serão cumpridas.

Alguns políticos de oposição até já propuseram que o Brasil desista de sediar tais eventos, alegando que não será possível cumprir com as promessas e porque o retorno de tais investimentos, para a sociedade brasileira, é questionável.

Alguns até dizem que tais atrasos são propositais, para servirem de argumentos de execuções a custos superfaturados e sem os devidos cuidados nos processos licitatórios, que é muito comum por aqui, infelizmente.

Esta cogitação, que muito aflige o povo brasileiro, parece se tornar uma realidade, pois foram aprovadas pela câmara dos deputados em Brasília, neste mês de junho de 2011, algumas medidas propostas pelo governo federal, incluídas malandramente numa medida provisória, que visam manter em segredo as estimativas de custos dos empreendimentos e outras medidas, que restringem a transparência destes gastos.

Todos sabem o resultado desta tragédia anunciada há muito tempo!!!

Porque o horário de verão no Brasil?

A mudança no horário de uma região ou de um país inteiro através de decreto governamental não é exclusividade do Brasil. Aliás, nós copiamos dos outros.

Essa medida, que vem sendo adotada no Brasil desde 1932, visa o melhor aproveitamento da luz natural, pois em certas regiões do Brasil, o fato de se adiantar uma hora os relógios reduz o consumo de energia elétrica entre 18 horas e 20 horas. Estudos demonstram que a redução média da demanda de energia elétrica tem sido em torno de 5 % nas regiões onde é aplicado este horário diferenciado.

Além dessa economia, diminui a sobrecarga das linhas de transmissões, subestações e sistema de transmissão neste horário considerado crítico, pois as indústrias e comércio ainda estão operando e as iluminações das residências e iluminações públicas começam a ser ativadas.

O horário de verão no Brasil tinha início em data fixada por decreto todos os anos, porém atualmente esta data já é pré-fixada e tem início no terceiro domingo de outubro de cada ano, com o término no terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte, porém, se a data de encerramento coincidir com o Carnaval, o horário de verão fica automaticamente prolongado por mais uma semana, como precaução para não atrapalhar o turismo no país.

Este ano de 2010 o horário de verão terá início em 17 de outubro e terminará em 20 de fevereiro de 2011, valendo para as regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste, onde os relógios deverão ser adiantados em uma hora.

Os Estados onde isso ocorrerá serão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Livros de histórias estão entre os mais vendidos no Brasil

Pesquisas recentes apontam que os livros versando sobre história estão entre os mais vendidos atualmente no Brasil. Dizem que de 10 livros vendidos 5 versam sobre história.

Um deles tem o título “1808”, do escritor Laurentino Gomes, que já vendeu mais de 600 mil exemplares desde 2007, quando foi lançado.

Este livro trata da história da vinda da família real ao Brasil naquele ano, fugindo da guerra de Napoleão. Trata das conseqüências e desfechos que a família real ocasionou por aqui.

O próprio escritor acha que o sucesso do livro está na linguagem utilizada, que trata a história com uma linguagem quase que jornalística, saindo da formalidade oficialesca dos livros escolares. Ele acha também que o brasileiro também está buscando no passado as explicações para o Brasil de hoje.

O escritor lançou agora o outro livro, com o título de “1822”, na mesma formatação do anterior, versando sobre a independência do Brasil.

Não li este livro ainda, mas dizem que ele traz alguns aspectos e esclarecimentos sobre a independência brasileira que até então não haviam sido tratados até aqui em livros de histórias normais.

A curiosidade está ocasionando uma verdadeira corrida até as livrarias e a expectativa é que este livro alcance o mesmo sucesso do anterior.
O escritor promete lançar daqui alguns anos mais um livro nesta linha, tratando da proclamação da república em 1889.

Recall de carrinhos de bebês


A lei de defesa do consumidor no Brasil já tem alguns anos, porém vêm aos poucos conscientizando tanto os consumidores quanto os fabricantes de diversos produtos.

Já está corriqueiro se ver recall de automóveis e até recentemente foi bastante noticiado o do carro STILO da FIAT.
Mas por esta ninguém esperava, que se anunciaria um recall de carrinhos de bebês.

Esta semana uma grande rede de supermercados, atuante no Brasil, anunciou um recall em carrinhos de bebês, que segundo se informa a dobradiça dos mesmos tem causado cortes nas mãos dos bebês.

É a lei de defesa do consumidor surtindo seus efeitos!

Apagão elétrico

Todos se lembram do famoso apagão elétrico que ocorreu no governo do FHC e o mais recente há pouco tempo atrás, já no governo do Lula.

Até hoje esse último não ficou bem explicado, tendo sido culpada, nos primeiros momentos, a usina de Itaipu, depois a culpa foi sendo transferida para subestações e linhas de transmissões e sobrou até para São Pedro, que dizem que mandou uma tempestade só para causar o apagão.

Mas uma coisa é certa, tanto um quanto o outro foram culpa dos governos, que não fizeram planejamentos ou não estão dando a devida atenção para a manutenção dos equipamentos.

Com a crise que atingiu o mundo todo nos anos de 2008 e 2009, inclusive o Brasil, as atividades econômicas tiveram uma diminuição drástica, evitando novos colapsos em nosso país.

Porém a economia já dá demonstração de retomada e isso vai requerer um consumo muito grande de energia elétrica. Será que o Brasil está preparado para isso?

Foram criadas várias usinas termos elétricas pelo Brasil, movidas a gás natural de petróleo, cujo custo de produção é consideravelmente mais elevado que o de hidroelétricas, além de que a maioria é movida com gás importado da Bolívia, que todos sabem que recentemente o governo daquele país rompeu o contrato e elevou os preços, tornando praticamente inviáveis as nossas usinas termos elétricas, uma vez que ainda não produzimos gás o suficiente.

O Lula até andou falando na retomada do programa das usinas nucleares, uma vez que temos algumas em Angra dos Reis, porém velhas e ultrapassadas.

Nosso potencial das usinas hidroelétricas está quase esgotado e as que ainda podemos construir sofrem forte contrariedade dos ambientalistas.

Possuímos um grande potencial para o qual ainda não se deu a atenção devida, que é a exploração da energia eólica e solar e até a energia das ondas marítimas ao longo do nosso vasto litoral.

Temos ouvido notícias de novos pequenos apagões em cidades como Rio de Janeiro e outras, tendo sido causados novamente pelo descuido e falta de manutenção adequada das concessionárias e também pela falta de atenção dos governantes locais.

Até quando vamos ter que conviver com isso?

Obesidade infantil

A obesidade infantil no Brasil já atingiu a casa dos 15 %, conforme as recentes estatísticas. Isto chega a ser alarmante.

As escolas em quase todos os Estados já vêm se mobilizando no sentido de promover campanhas educativas, incluindo nas disciplinas lições de alimentação saudável.

Em muitas escolas são proibidas as cantinas internas de venderem refrigerantes, lanches com frituras, doces e outros alimentos que não são saudáveis, porém o grande problema está nos lanches que as crianças trazem de casa.

Por mais que a escola se esforce, a criança não criará hábitos saudáveis sem a contribuição dos pais. Muitos pais não prepararam um lanche saudável e as crianças passam até por sérios constrangimentos na escola, pressionados pelas orientações e até pelos próprios colegas.

Alguns colégios até acabam adotando medidas polêmicas, como proibir e até “confiscar” certos lanches ou os colegas têm que dividir seus lanches com os amiguinhos que trouxeram lanches inadequados.

Mas há de se fazer um grande esforço, pois se desde criança a pessoa já for acometida da obesidade, quando crescer certamente sofrerá de outros males muito piores, como a diabetes, colesterol e outras doenças resultantes deste descuido da infância.

Pesquisas eleitorais

Cada ano eleitoral o cidadão brasileiro tem que conviver com esta verdadeira guerra das controvertidas pesquisas eleitorais.
Até cabe a pergunta: quem nasceu antes, a posição do candidato na pesquisa ou foi a pesquisa que levou o candidato àquela posição? Parece a questão de quem surgiu antes se foi o ovo ou a galinha.
As pesquisas são muito questionáveis. Onde foi feita a pesquisa? Por exemplo, se a pesquisa for feita no nordeste brasileiro é claro que não importa o número de entrevistados, as cestas básicas e as cotas impostas pelo Lula vão dar vitória à guerrilheira que ele quer enfiar goela abaixo de todos os brasileiros.
Os candidatos e os partidos sempre contratam os institutos que lhes interessam. Aqueles que são mais tendenciosos aos seus interesses e dessa forma vão induzindo os eleitores.
Isso deveria ser proibido, para que as eleições ocorressem mais baseadas nas propostas dos candidatos e menos pela indução das pesquisas eleitorais.
Mas enquanto isso não acontece temos que carregar essas malas que o povão elege só por uma cesta básica, uma bolsa família ou uma cota na universidade.

Como ganhar dinheiro fácil no Brasil

Todos estão em busca desta receita, mas somente alguns a encontram. A maioria da população deste país tem grande dificuldade para se manter e pagar suas contas.

Então quais são as atividades para se ganhar dinheiro fácil neste país? A maioria das atividades que responde esta pergunta são ilícitas, como tráfico de drogas, contrabandos, assaltos e principalmente a corrupção.

Outras atividades são lícitas, porém revestidas de grandes imoralidades, como os ganhos dos políticos, que montam artimanhas para engordarem seus salários.
Mas aqui no Brasil o que mais rende mesmo é ser dono de banco. Dizem até que a segunda atividade melhor colocada é ser dono de um banco mal administrado e a primeira colocada é ser dono de um banco bem administrado.

Infecção hospitalar no Brasil

O problema da saúde pública no Brasil é gravíssimo. E não é por falta de recursos, mesmo sem a famosa CPMF, que tanto nos torturava e não serviu para nada, além de encher os cofres do governo, que desviava aquela vultuosa quantia arrecadada todos os meses, para outras finalidades e desmandos com o nosso dinheiro.
Basta necessitar de um hospital que teremos muito a reclamar. Mesmo não sendo pelo sistema público de atendimento o mau atendimento é notório. Faltam equipamentos e profissionais qualificados.

Mas um dos maiores problemas nos hospitais brasileiros é mesmo o da infecção hospitalar. As pessoas torcem para não necessitarem de um hospital, pois a falta de higiene, falta de cuidados e outros descuidos, tornaram os hospitais brasileiros umas verdadeiras arapucas para se morrer, onde se entra bom e se sai num caixão, vitima de infecção.

Será que um dia isto terá fim?

As cidades sedes da Copa 2014 no Brasil

Um evento de grandes proporções, como a copa do mundo de futebol, mobiliza toda a economia mundial. O setor de turismo é o mais beneficiado, como hotelaria; gastronomia, com restaurantes e bares; transportes coletivos, com companhias aéreas, ônibus, trens, táxis; o setor de comunicação nem se fala; mas de maneira geral todo o comércio e também a indústria do país onde o evento ocorre e até nos outros envolvidos.
Mas para que isso ocorra primeiro tem que haver um grande investimento na infra-estrutura dos lugares onde serão as sedes dos jogos. O montante a ser desembolsado não é pequeno e isso envolve a iniciativa privada em todos esses segmentos da economia e principalmente os órgãos governamentais.
Estádios têm que ser remodelados, outros construídos. Tem que se pensar em estacionamentos perto dos estádios e por toda a cidade. Além de tudo isso, a área de saúde não pode ser esquecida, os hospitais devem estar com bons profissionais e bem equipados e a segurança é outra coisa a ser pensada, pois a mobilização de pessoas é muito grande e facilita para a bandidagem de toda a ordem. Até bandidos internacionais podem ser atraídos, principalmente em épocas de conflitos e terrorismos.
Governantes de vários Estados e cidades brasileiras se mobilizaram para atender aos encargos da Fifa com o objetivo de se tornar uma das sedes da copa de 2014, que se realizará aqui no Brasil.

O comitê organizador da copa, liderada pelo presidente da Fifa, o Sr. Joseph Blatter, em visita ao Brasil na data de 28.01.2009, definiu que na copa de 2014 haverá 12 cidades sedes, em vez de 10 como costuma ser, porque o Brasil é um país continental.

Dezessete cidades brasileiras são candidatas e concorrem para as doze vagas. São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Campo Grande, Cuiabá, Rio Branco, Manaus, Belém, Salvador, Recife, Natal e Fortaleza.