Category Archives: Brasil

A posse de Obama e as expectativas do resto do mundo

A posse do Presidente dos EUA Barack Obama, em 20.01.2009, foi verdadeiramente uma grande festa cívica, digna de uma verdadeira democracia.
O mundo todo guarda grande expectativa com esta mudança de poder no país mais poderoso do planeta, pois do seu rumo dependerá todo o resto. Ele substitui um comando totalmente desastrado de seu antecessor, que destruiu a economia norte americana e a do mundo todo por tabela, não fez o mínimo pelo meio ambiente e conservação do planeta, só soube promover a discórdia e guerras, fortaleceu o ódio contra o ocidente e alimentou os ideais terroristas, usou de meios ilegais e até de torturas sem o menor pudor e tantos outros desmandos. Foi um verdadeiro “Nero” dos dias atuais. Um “bêbado” no poder.
Esperamos que a posse do Obama reconduza e corrija os ideais de democracia e sirva de exemplo para o resto dos países, pois exemplos que se aproximam do Busch não faltam pelo mundo afora.

Aqui na América do Sul temos uns filhotes de ditadores se formando e se o povo não se acordar teremos muita dor de cabeça no futuro, inclusive aqui no Brasil, pois na última visita à Venezuela o nosso Presidente Lula, que no copo tem algo em comum com o ex-presidente norte americano, e que não se conformará com a perda do poder, foi claro ao declarar que a perpetuação no poder pretendida pelo Hugo Chaves é um fato democrático. Não duvidem que se ele não conseguir implacar a Dilma por aqui não venha com as mesmas malandragens do seu amiguinho da Venezuela e tente um terceiro mandato consecutivo por aqui também, convencido pelo alto índice de popularidade dos que só esperam as benesses, que tanto ele tem feito, às custas de uma classe média em deterioração por aqui.

Ou ele não sabe o que é democracia ou ele está criando um novo conceito, o de “democracia ditatorial”

As novas regras para câmbio e remessas de dinheiro do exterior

As dificuldades no mercado de trabalho no Brasil nos últimos anos fizeram com que muitos buscassem oportunidades no exterior, principalmente nos EUA. De lá mandam seus rendimentos para o Brasil e aqui seus familiares fazem as aplicações, principalmente em imóveis. Com o dólar valorizado era um grande negócio, mas nos últimos anos não foi tão bom assim, fazendo com que muitos até voltassem para cá sem ver seus sonhos se realizarem.
O grande problema encontrado por essas pessoas é a transferência desses recursos para o Brasil. Também são dificultadas as transferências nos casos de empresas que exportam para outros países.
Atualmente essas transferências são feitas em duas operações de câmbio. Na primeira, a pessoa ou a empresa do exterior troca a moeda do seu país por dólares em uma instituição financeira instalada naquele país. Depois, essa instituição transfere os dólares para o Brasil e aqui eles são recebidos, sendo necessário realizar novo câmbio para transformar o valor em reais. Dessa forma sempre é necessário o uso do dólar na transação.
O governo brasileiro agora modificou o sistema dessas operações. Agora essas transferências poderão ser feitas sem o uso do dólar. A possibilidade de transferir reais do exterior para o Brasil havia sido prevista na Medida Provisória 435, que se transformou na Lei 11.803 e agora foi regulamentada pelo Banco Central, em 16.01.2009, através da circular 3.430.
Operações de até R$ 10 mil serão consideradas transações de câmbio simplificadas, nas quais é preciso apenas registrar o valor da transferência e os dados do remetente e do destinatário. Para operações com valor superior a R$ 10 mil, a parte que receber os reais no Brasil deverá ir à instituição financeira para o recebimento dos recursos.
Isso vai facilitar bastante essas remessas e fazer com que entrem mais recursos para o nosso país, ativando alguns setores da economia, principalmente o de vendas de imóveis.

Trabalhos temporários, a nova tendência no Brasil

A cada dia a vida do trabalhador fica mais complicada. Os avanços tecnológicos dos últimos anos têm exigido mais preparo da classe trabalhadora. Sem estudos já não está sendo possível até mesmo se conseguir um trabalho braçal, que cada vez mais são substituídos também por equipamentos modernos, mais eficientes e mais rápidos, que substituem dezenas de trabalhadores ao mesmo tempo.
Em todo o mundo a terceirização e os trabalhos temporários já estão há vários anos sendo aplicados. Aqui no Brasil esta tendência também vem tomando corpo e obriga o trabalhador a uma adaptação. Uma só habilidade já não é mais suficiente. Agora o trabalhador deve ser mais versátil, devendo atuar em várias áreas, além de ter que se organizar em cooperativas de trabalhos.

Isto é mais notado em empresas sujeitas a trabalhos sazionais, como cooperativas de beneficiamento de cereais, coletas de frutas e outras, porém empresas em geral também vem adotando a terceirização com trabalhadores temporários para diversas áreas de suas atividades, mantendo fixos apenas os postos imprescindíveis.

Em partes isto ocorre devido aos altos custos dos encargos sociais no Brasil. As empresas são punidas severamente ao empregar. Um número muito grande de sindicatos se proliferaram em nosso país, gerando legiões de parasitas, que não servem para nada além de sugar o próprio trabalhador e fazer agitações desnecessárias, apenas para tentar justificar seus cargos nesses sindicatos. Ficam tentando manter conceitos já ultrapassados e discursos batidos. Nossas leis obsoletas e tolerantes facilitam isso, quando deveriam ser modernizadas, abolindo grande parte dessa gente, tornando a contribuição sindical não obrigatória e acabando com essa vagabundagem, além de flexibilizar e diminuir os custos das empresas quando empregam.
Aquilo que estes sindicalistas pregam como remédios não passam de venenos para a própria classe trabalhadora.

Indulto de natal para presos, você concorda ?

Que os nossos presídios estão superlotados todos sabemos. Seguidamente ouvimos notícias de rebeliões e fugas em presídios brasileiros. Critica-se muito o trabalho da polícia, porém pouco se fala da falta de cuidados depois que esses marginais já se encontram recolhidos e fogem, tendo a polícia que refazer as buscas e suas prisões.
Mas pior que isso é a decisão da própria justiça quando manda soltá-los e esses marginais retornam para as ruas e voltam a praticar crimes, muitas vezes ediondos.

Um desses casos é o chamado indulto de natal, quando por decisão da própria justiça centenas de presos ganham a liberdade por uns dias, com o compromisso de retornar e simplesmente depois não aparecem mais, ficando nas ruas e aumentando a criminalidade.

Ou os critérios para esses indultos terão que ser revistos ou simplesmente que se acabem com eles, para o bem dos cidadãos corretos.
Você concorda com tais indultos?

Você confia na água da sua torneira ou prefere a mineral ?

O consumo de água mineral no Brasil cresceu assustadoramente nos últimos anos. Será pela qualidade das águas tratadas que chegam em nossas torneiras?
Mas será que também são confiáveis as águas minerais comercializadas por aqui? Nem uma coisa e nem outra. É verdade que pode se justificar o aumento do consumo de água mineral pela baixa confiança que se tem na água tratada, fornecida pelas nossas autoridades, mas também temos notícias que as águas comercializadas por aqui não tem sido das melhores. Em testes divulgados no “fantástico”, programa da Rede Globo, demonstrou-se que muitas marcas foram reprovadas.
Concluímos que deve haver mais fiscalização na qualidade dos produtos comercializados, tanto da água tratada como da água mineral.

Querem dar o calote no Brasil. É necessário nosso governo assumir outra postura

Depois que o Equador resolveu não pagar os empréstimos do BNDES, num montante de US$ 243 milhões, para as obras da Hidrelétrica de San Francisco, construída naquele país pelo consórcio liderado pela empresa brasileira Norberto Odebrecht, que foi expulsa de lá por problemas de funcionamento da usina, outros governos da América Latina, como Venezuela, Bolívia e até o Paraguai, resolveram auditar as suas contas e ameaçam um calote no BNDES, pleiteando desta forma uma anistia do Brasil junto àqueles países.
A postura do nosso governo, em matéria de política externa vem sendo equivocada em vários aspectos. Este posicionamento destes países se deve ao comportamento até então assumido pelo atual governo brasileiro, que trata todos como irmãozinhos mais pobres, em detrimento dos interesses do povo brasileiro.
Assim foi também ao assumir e assinar aquele acordo sobre a auto- determinação dos povos indígenas, que os estudiosos insistem em dizer que poderá levar o Brasil a perder grande parte dos seus territórios para nações indígenas, cujo controle e manipulação já vem sendo feita por países como EUA e outros da Europa.
É muita incompetência para um só governo. Ou se muda a postura ou o povo brasileiro tem que trocar de governo.

O Lula quer que o brasileiro consuma mais, que você acha disso?

Em pronunciamentos recentes, o nosso Presidente fez discursos inflamados pregando um maior consumo por parte dos brasileiros, para combater a crise. Até campanhas na televisão serão feitas.
Ou eu não aprendi nada em meus dois cursos de faculdades e dois de pós-graduação ou o nosso Presidente estudou em uma faculdade que não conhecemos e ele está com a razão.
Esta é a receita para os EUA, mas não para o nosso povo, que precisa trabalhar e economizar bastante, ao contrário do que vem fazendo o nosso governante.
É bom avisar o nosso Presidente que as primeiras e grandes empresas que anunciaram seus prejuízos com a crise financeira aqui do Brasil já demitiram seus diretores, que tinham a sua formação em faculdades de economia dos EUA, segundo noticiou a imprensa.

Carnaval, as preparações das escolas de samba correm na surdina

É difícil para um estrangeiro entender o que ocorre em nosso carnaval. É uma competição levada muito a sério. Mal termina um e já se está trabalhando para o outro. Refiro-me principalmente ao carnaval do Rio de Janeiro, com as escolas de sambas e o esplendor das suas apresentações.
Poderia até ser considerada uma das maravilhas do mundo, pois é a composição de milhares de pessoas, que pensam e agem diferentemente em suas vidas cotidianas, porém se unem em torno de um só objetivo, com uma disciplina inexplicável, em prol da vitória de sua escola. Guardam segredo sobre suas apresentações até o último instante.
A maioria destas pessoas não ganha nada com isso e ainda investe bastante, porém seu ego se enriquece com a vitória da sua escola, que a enche de motivação para o ano todo.
Só estão esperando passar a motivação do natal e as festas do réveillon para fazer soar os tambores e as cuícas!

Brasil, um país que prefere as cotas ao desenvolvimento das pessoas

O Brasil virou um país das cotas. Há cotas para tudo. Cotas para negros nas faculdades, cotas para índios, cotas para quem estudou em escolas públicas, cotas para deficientes em faculdades e nas empresas. Só falta cotas para os sem cotas.
Não seria melhor e mais digno o governo procurar aprimorar o aprendizado? Melhorar o nível das escolas públicas? Melhor as condições de vida para todos os pobres, inclusive os negros? Em vez de dar cotas somente para uma raça, contemplar todas, atribuindo vantagens pela classe social e não pela cor do indivíduo?
Assim que se cria a discriminação racial. No futuro, ao entrar em um hospital, o cidadão vai querer saber a cor do médico, a faculdade onde ele estudou, se entrou por cotas ou não, etc, etc. O mesmo poderá ocorrer com outras profissões.
Eu daqui para frente já serei este tipo de cidadão, pois não é possível um governo tão relaxado assim em nosso país.

Você apóia os tribunais de conciliações e as teleconferências na justiça brasileira?

Creio que os brasileiros necessitam e merecem grandes mudanças, para poder acompanhar os dias atuais.
Mudanças tributárias, pois temos uma excessiva carga de impostos, muitos reincidentes, que não retornam em benefícios, como seria o seu real objetivo.
Mudanças políticas, pois estamos diante de um estado formatado em tempos de ditadura, para atender suas conveniências do momento, pouco representando nos dias atuais, onde um pequeno e pobre estado tem a mesma representação na nossa República que um pujante São Paulo ou outro, que carregam este país nas costas.
Muitas outras mudanças nós precisamos, como na área educacional, segurança e principalmente de ética em geral, desde o próprio cidadão até os mais altos políticos, que pouco representam o povo e muito mais se acham voltados para seus próprios interesses ou de seus grupos.
Mas acredito que a principal mudança que necessitamos com urgência é na Justiça brasileira. Desde os tempos de império esta casta se acha detentora de privilégios intocáveis, acima de todos os outros cidadãos, merecedores dos mais altos salários e mordomias, sustentados pelo sofrido trabalhador brasileiro, que quando a ela recorre é menosprezado e vê os anos passarem e muitas vezes vai embora desse mundo sem ver a solução para seus problemas.
Entulhada de processos, em parte pela displicência com que este poder desenvolve suas responsabilidades e em parte pela excessiva burocracia, ineficiência e falta de objetividade de nossas leis, vemos uma justiça inoperante e até inútil.
Creio também que muitas das ações não deveriam seguir caminho e serem resolvidas entre os próprios cidadãos, através do bom senso. Aí que entram os chamados tribunais de pequenas causas e de conciliações, que deveriam receber mais apoio e consideração.
A justiça também teria que acompanhar o progresso tecnológico e se utilizar mais dos recursos disponíveis, com teleconferências evitariam grandes gastos com deslocamentos de criminosos e aliviariam o bolso dos cidadãos de bem.
E você, que pensa disso?