Category Archives: Novidades

Fitas VHS, DVD e BLUE RAY

Quando apareceram no mercado, os primeiros filmes em fitas VHS provocaram uma verdadeira revolução na indústria cinematográfica.

As salas de cinemas quase se extinguiram, pois se deslocar nesse caótico trânsito das grandes cidades, dificuldades e custos para se estacionar o veículo e outras dificuldades, além do custo com os ingressos, afastaram o público destas salas,depois que apareceram os filmes nas fitas VHS.

Surgiram com grande sucesso em todas as cidades as casas “vídeo locadoras”. Ficou muito mais barato e mais cômodo se alugar várias fitas, com os gêneros de filmes da preferência e levar para casa, onde pode ser visto por várias pessoas e no conforto de casa, na hora que se desejar, com a economia dos ingressos, saindo das dificuldades e gastos de deslocamentos para ir até uma sala de exibição.

O mercado de eletrodomésticos também faturou bastante, vendendo os aparelhos para serem usados na projeção dessas fitas, que também passaram a ser usadas para gravações de cerimônias familiares, como batizados, aniversários, casamentos e outras filmagens caseiras.

Vieram em seguida e de forma arrasadora os discos DVD, com mais definição das imagens e melhor qualidade de som, provocando novamente uma nova onda de consumo, fazendo que as casas de locações das fitas VHS, as “vídeo locadoras”, se adaptassem rapidamente ou fechassem seus estabelecimentos.

Grandes prejuízos tiveram essas casas, ficando com as antigas fitas de VHS como um “mico”, que ninguém mais queria locar. Hoje em dia nem se consegue mais achar um filme em fita VHS e quem possui um aparelho de vídeo para essas fitas é que ficou com o “mico” na mão.

Os viciados em assistir filmes em casa tiveram então que se adaptar aos novos tempos, adquirindo um novo aparelho, agora para usar com o DVD.

A indústria cinematográfica também teve que se adaptar e passou a publicar os filmes em fitas, agora em DVD, cada vez mais cedo, ficando pouco tempo de exibição nas salas de cinemas até os grandes lançamentos.

Uma nova onda já está provocando mudanças e em breve até o DVD será obsoleto e os nossos aparelhos também. Já está no mercado a nova tecnologia e ganhando muita força, chamada “ BLUE RAY”.

Ela segue no mesmo sentido do DVD, é um disco óptico, com leitura por um raio azul, por isso chamado de Blue Ray. Essa nova tecnologia apresenta um vídeo de alta definição e armazenamento de dados de alta densidade, podendo conter em um único disco muitas horas de gravação.
Porém essa tecnologia implica em aparelhos especiais, que nos levará aos novos investimentos.

Consertar eletrodomésticos em casa vale a pena ?

Em qualquer casa sempre há um conserto a se fazer, porém há pessoas que são pouco acostumadas a fazê-lo e vão logo comprando um novo. Até que ponto vale a pena consertar um bem que não funciona?
Depende o bem e também o estrago que ele apresenta. Eu costumo meter a mão em tudo, mesmo que saiba que não vou conseguir consertar, porém a curiosidade de ver como é feito e como funciona me empurra a desmontá-lo. Chuveiro em minha casa só troco quando fico enjoado dele, tantas são as vezes que encurto as resistências. Com outros eletrodomésticos é a mesma coisa.
Mas há pessoas que não têm paciência para tanto. Essas eu também respeito, pois essa atitude faz com que movimente as vendas e mantenha os fabricantes sempre melhorando e aperfeiçoando seus produtos. Essas pessoas não gostam de obsoletismo em suas casas.
Pagar para se consertar um bem tem que ser muito bem avaliado, pois na maioria das vezes sai mais caro que adquirir um novo, com o ônus de você ficar por mais algum tempo com a sucata feia em casa.

Banda larga sem fio WiMax já está sendo testada e implantada no Brasil

Antigamente, quando queríamos ressaltar um avanço no desenvolvimento, fazíamos referência aos tempos de nossos avôs. Agora tudo mudou. Nos próximos anos o mundo será muitíssimo diferente do vivido pelos nossos pais e até por nós mesmos.
As comunicações tem sido um dos principais responsáveis por essa verdadeira revolução do mundo atual. A telefonia móvel e a internet caminham juntas nesse assunto. Encurtam o tempo e as distâncias e praticamente multiplicam as pessoas, quando as tornam onipresentes, podendo ter seu escritório onde elas estão e tomar decisões importantes de qualquer lugar do mundo. O Planeta está se tornando pequeno com os progressos nesses dois campos.
A internet teve um avanço significativo com a criação da banda larga e do sistema Wi-Fi. Agora está se desenvolvendo um novo sistema, que promete se expandir rapidamente e tomar conta das comunicações e de transmissões de dados no mundo todo. Trata-se do sistema WiMAX, uma tecnologia de transmissão de dados em alta velocidade, de longo alcance e sem uso de fios. Esta tecnologia permite conexões em alta velocidade com a Internet em dezenas de megabits por segundo, mais rápido que o WiFi, que funciona somente em curtas distâncias. Ela irá proporcionar o mesmo tipo de banda larga na estrada como se você estivesse em casa. A tecnologia de transmissão de dados em alta velocidade WiMax é mais veloz e tem maior alcance que o Wi-Fi e permite a oferta de banda larga em locais de difícil acesso ou onde não é viável utilizar rede de cabos ou fibras ópticas.
As seis grandes empresas de tecnologia, Alcatel-Lucent, Cisco, Clearwire, Intel, Samsung Electronics e Sprint, formaram uma aliança de patentes para encorajar a expansão do WiMAX, no mundo todo e afirmaram ter expectativa de que a criação de um pool de patentes ajude empresas envolvidas com o WiMAX a terem acesso a licenças de tecnologia patenteada a um custo previsível. Computadores avançados virão com a tecnologia embutida no final de 2008. Empresas como Nokia, Motorola e Samsung também trabalham em dispositivos móveis e infra-estrutura em WiMax. Estima-se que o número de assinantes WiMax chegue a até 100 milhões em quatro ou cinco anos.
No Brasil este sistema inicia os testes ainda em outubro de 2008 em São Paulo. Com duração de três meses, o teste poderá ser prorrogado por igual período dependendo dos resultados. Utilizando a freqüência de 2,5 gigahertz, o serviço vai oferecer acesso à Internet via banda larga com velocidade de 2 Mbps para download e 600 Kbps para upload. Os usuários precisarão instalar um modem WiMax, que é conectado à tomada elétrica para receber o sinal enviado ao computador. De acordo com as empresas envolvidas no projeto, a tecnologia WiMax em 2,5 gigahertz poderá estar disponível comercialmente no Brasil a partir do primeiro trimestre de 2009, se houver a homologação dos equipamentos.
A Telefônica, que pretende oferecer o serviço em complementação à sua rede de banda larga, tem testes previstos também no Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre.

NOKIA N 96 – A novidade da feira de telecomunicações

A corrida tecnológica não para. Os fabricantes brigam dia e noite. Quando um lança um modelo o outro já lança um mais avançado, que torna obsoleto o de concorrente.
Nesta semana, serão lançados aqui no Brasil, na feira de telecomunicações chamada Futurecom, vários modelos de aparelhos celulares com tecnologias das mais avançadas. Um deles será o celular N96, da Nokia.
O aparelho é o sucesso do N95 melhorado. É um smartphone com câmera digital de 5 megapixels, GPS integrado e outras funções que o colocam como o grande rival do iPhone, embora não possua a tela sensível ao toque. A câmera continua tendo lentes Carl Zeiss (marca conceituada no ramo da fotografia) e sensor de 5 megapixels, enquanto o iPhone continua com a câmera de 2 megapixels sem as lentes famosas.
Entre as novidades do N96, que diferencia do N95, está o slide duplo. A parte mais curtinha serve para controlar os vídeos e músicas, e a outra serve para controlar as funções normais do aparelho. O telefone é compatível com rede 3G (banda larga móvel por rede celular) e Wi-Fi, porém não é compatível com o sistema de TV digital brasileiro, apesar de ser compatível com o sistema europeu de TV digital, o DVB-H.
O N96 custa em torno de R$ 2.400,00 e está disponível na loja virtual da NOKIA.

Vem aí os E-READERs que prometem acabar com os livros impressos em papel

Gutemberg deve estar muito chateado, mas ele já contribuiu muito com a cultura do mundo, agora chegou a hora da sua aposentadoria.
A tecnologia atual, que com os computadores e a internet praticamente estão acabando com os meios de comunicações impressos, faz com que as notícias praticamente sejam em tempo real, economizando-se tempo e papel. Até as bibliotecas já estão sendo desprezadas, principalmente pelos estudantes, que fazem a maioria de suas pesquisas na internet.
Agora vem aí aquilo que promete ser um tiro de misericórdia nos livros impressos em papel e também nas editoras, trata-se dos livros em meios digitalizados. Os aparelhos chamados “e-readers”, que foram apresentados na última feira do livro, realizada neste mês de outubro de 2008 em Frankfurt na Alemanha, são leves e com capacidade para armazenar centenas ou milhares de livros, com a tecnologia de “tinta elétrica”, que forma as letras no visor em contraste com um fundo claro. O resultado, sem a luz de fundo dos computadores e celulares, é uma legibilidade muito maior, que não cansa a vista durante a leitura, com a vantagem que o texto pode ser mostrado em diversos tamanhos.
Seu funcionamento é praticamente o mesmo dos aparelhos de MP3. Basta plugá-lo no computador via USB e colocar um arquivo de texto na memória interna. Quase todos os aparelhos no mercado, inclusive, são também tocadores MP3, e softwares podem transformar qualquer e-book em audiolivro com facilidade.
sony-reader-prs-505.JPG

O aparelho de “inspeção digital”. A tecnologia aplicada às construções

O avanço da tecnologia cada dia nos traz surpresas. Com certeza todos já tiveram em suas residências ou já ouviram falar de problemas em suas construções difíceis de diagnosticar, como por exemplo um vazamento em alguma tubulação interna de uma parede.
Para melhor visualizar isso agora inventaram um aparelho que faz uma ‘inspeção digital’, evitando a destruição de uma parede para se descobrir a origem de um problema. Com lentes LED, o leitor M-Spector vê através da superfície e mostra seu interior em uma tela de 2,4 polegadas – localizando goteiras, fios e afins.
inspetor-digital.JPG

Você tem dificuldade para andar de sapato com salto alto ?

O sapato de salto alto deixa a mulher muito elegante, mas se ela não souber andar com ele facilmente se observa, pois parece que está de patins.
Outro problema enfrentado pelas mulheres que por algum motivo tem que usar sapatos assim, principalmente no trabalho, é na hora de sair para andar na rua, para voltar para casa, pois as calçadas são muito irregulares e tornam difícil o seu uso.
Esses dias vi uma reportagem na TV sobre uma feira de criatividades, onde foi apresentado um sapato de salto alto com uma idéia genial. Ele é conversível, podendo se transformar em sapato de salto baixo, pois o salto dele é dobrável. Uma articulação faz com que possa ser dobrado e recolhido para uma cavidade na sola e o sapato está transformado.
Idéia simples, criativa e de grande utilidade. Poderá ser a salvação da mulherada!

O vidro e a vida moderna

Muitas invenções se tornaram importantes para a vida do ser humano. A roda, o aço, o parafuso, os veículos automotores, os aviões, a tecelagem, a imprensa, o uso da alvenaria nas construções e muitas outras.
Mas uma invenção milenar e que pouco pensamos nela é a invenção do vidro. Inicialmente usado como obras de artes e para vasilhames diversos e hoje um dos produtos mais utilizados na arquitetura.
Uma tendência da arquitetura moderna é cada vez mais a utilização do vidro nas construções. A tecnologia desenvolvida permite cada vez mais resistência e transparência ao produto e também a visibilidade em apenas um sentido, razões para ser usado cada vez mais nas construções modernas.
Hoje em dia se fazem construções apenas com perfis metálicos e chapas de vidros, com montagens em pouco tempo, exigência dos tempos atuais.
Se fizermos o exercício da observação ao nosso redor, veremos quanto vidro existe em nossa vida.

APPLE lança o novo IPhone adaptado ao sistema 3G

Foi anunciado pelo presidente da APPLE o lançamento na próxima semana nos EUA de uma nova versão do celular iPhone, adaptado às redes de telecomunicações de terceira geração (3G),
O primeiro, lançado o ano passado, é servido com o sistema Edge, bem mais lento que o 3G e com menor cobertura. Com esse novo modelo, que conta com novos aplicativos, podendo inclusive integrar o sistema de e-mail da Microsoft Exchange, a Apple espera fazer frente ao Blackberry da canadense RIM junto às empresas, que utilizam maciçamente Exchange.

O sucateamento dos sistemas operacionais Windows XP e Vista e o surgimento do novo Windows 7

A Microsoft, preocupada com a confusão dos usuários, que estão vendo no final das vendas do Windows XP no varejo como o final do suporte ao sistema operacional, divulgou que o mesmo vai seguir no que ela chama “suporte mainstream” até 14 de abril de 2009 e até 8 de abril de 2014 no programa estendido. Normalmente ela presta suporte a um produto por 10 anos, cinco no programa mainstream e os outros cinco no programa estendido. Enquanto o primeiro programa prevê atualizações e correções gratuitas para todos, tanto de segurança quanto correções de bugs, o segundo entrega apenas as correções de segurança. As atualizações contra bugs só são enviadas para as empresas que possuem contrato específico com a Microsoft.
Por outro lado, na sua apresentação na conferência de tecnologia “All Things Digital”, em San Diego, Estados Unidos, em maio deste ano de 2008, Gates anunciou o novo sistema operacional Windows 7, cujo lançamento está previsto para 2010, que vai incorporar novas formas de comunicação e interação. Nesse novo sistema operacional a interface será feita por toques na tela, como uma alternativa ao mouse. A nova interface permite que os usuários ampliem ou reduzam fotos, tracem rotas em mapas, pintem quadros ou toquem piano com a ponta dos dedos diretamente na tela.
Espera-se que o novo sistema operacional tenha uma recepção melhor do que o criticado Windows Vista, lançado em 2007. Muitas empresas ainda operam com o Windows XP e aguardarão o novo sistema, sem aderirem ao Vista.