Category Archives: Reciclagem

Uso de papel agride o meio ambiente?

Uma forte corrente tomou conta de defensores do meio ambiente, que se propagou para a população em geral e hoje desde crianças até pessoas de idade já fazem algum discurso em prol do planeta.

Na maioria dos discursos se ouve que devemos evitar o uso de papel, pois isso implica em derrubada de árvores, comprometendo desta forma o nosso planeta.

Porém os empresários ligados a este setor contestam esta versão e dizem que é bem ao contrário. Argumentam que o papel fabricado atualmente não é com árvores nativas e sim a partir de reflorestamentos criados pelas próprias empresas, que desta forma estariam contribuindo para a captação do dióxido de carbono e não destruindo as florestas já existentes.

Nisso eles até tem razão, porém há o aspecto do grande consumo de água e energia para a fabricação do papel, ale da área de reflorestamento, que poderia ser utilizada para plantio de alimentos.

Quanto lixo geramos em um só dia?

Como o ser humano é um grande gerador de lixo! Outro dia ao tomar o elevador em meu prédio, fiquei analisando a quantidade de pacotes de lixo que várias pessoas levavam até o depósito na garagem do edifício.

Basta um dia que o zelador deixe de retirar o lixo depositado, que a garagem fica cheia de pacotes. É impressionante como nós humanos somos capazes de gerar tanto lixo.

Observei que a maior parte do lixo era composto por restos de embalagens, predominando o material plástico, seguido de perto por papéis, depois vidros e latas.

Daí a necessidade de se reciclar, pois se tudo isso voltar para a natureza nesta forma, o meio ambiente vai se transformar em um grande lixão.

Outro lixo ainda mais grave, que quase não se vê, é o óleo de cozinha, que é lançado ao esgoto, indo causar uma poluição muito danosa aos rios. Este sim deve ser separado e acondicionado em recipientes adequados para ser entregue a um destino adequado, como fabricação de sabão e até para se transformar em biocombustível.

Em muitas cidades já existem programas e incentivos à coleta deste óleo, evitando que se lance ao esgoto, basta também que as pessoas se conscientizem da necessidade de se preservar o meio ambiente.

Cuidar do planeta Terra é uma obrigação de todo ser humano.

A poluição causada por lâmpadas incandescentes

Muito se fala sobre o combate à poluição. A poluição afeta a sociedade e deve ser realmente combatida.
Se observarmos com atenção, veremos que a ganância financeira, principalmente de empresas multinacionais, é na maioria dos casos a causadora da poluição no planeta.
Os nossos rios hoje em dia estão quase todos contaminados, pois as lavouras em suas margens estão quase todas envenenadas por herbicidas e pesticidas, muitas vezes até sem nenhuma necessidade, causado apenas pela aplicação sem orientação de tais venenos, forçada pela propaganda enganosa de multinacionais e sem punição por parte das autoridades.
Assim acontece com o leite de caixinha, cuja embalagem é altamente poluente e de difícil reciclagem, muito poluente e também sob o domínio de empresa multinacional, sob patente.
Igualmente é o caso de produtos como pilhas, baterias e acumuladores diversos, que em alguns casos até contém produtos como chumbo e outros, inclusive radioativos.
Os produtos como lâmpadas incandescentes são outros, que quando inutilizados se constituem em grandes poluentes. Muitas delas contém vapores de mercúrio e ficam jogadas na natureza, trazendo conseqüências gravíssimas. As empresas que as colocam no mercado brasileiro são multinacionais e não têm nenhum comprometimento em recolhê-las quando inutilizadas.
No Paraná a secretaria do meio ambiente tenta combater e regulamentar esses casos, inclusive com aplicação de multas.
Um dia o interesse da população terá que prevalecer sobre o interesse apenas financeiro e poucos.

A poluição causada por embalagens long neck

Muitas inovações que no passado foram alardeadas como grandes soluções hoje se tornaram grandes vilões da poluição. Assim acontece com as sacolas plásticas de supermercados e embalagens plásticas de maneira geral; com as de leite longa vida, aquelas de caixinhas e muitas outras.
Agora chegou também ao noticiário as embalagens de bebidas de vidro descartáveis chamadas “long neck”. Lançadas no Brasil pelos anos de 1996 por uma marca de cerveja bem conhecida pelas inovações, logo foi copiada pelas concorrentes e se difundiu por todo o território nacional.
Como tudo acontece aqui no Brasil, nenhuma providência foi tomada pelas autoridades no sentido de responsabilizar as empresas que produzem ou comercializam produtos com tais embalagens, para recolherem e reciclarem as embalagens descartadas, após o consumo dos produtos. A relação entre o que é recuperado e o que é produzido, traduz muito bem o descaso que está acontecendo.
Somente agora as autoridades estão se dando conta do tamanho da poluição que isto está causando e tentam através de legislação proibir mais esse atentado ao meio ambiente.

Cresce o uso de papel reciclado para impressões nas empresas

Está se tornando comum o uso de papel para impressões feitos a partir de reciclados. Já é encontrado até nas gôndolas dos supermercados esse tipo de papel. Pode até não ser mais barato, mas traz o grande argumento de ser feito com a reutilização e reciclados, poupando as nossas florestas.
O Estado do Paraná tornou obrigatório o uso deste papel em todos os órgãos do governo.
Será que os documentos terão a mesma qualidade? Não vão desbotar ou apagar a impressão com o tempo? É aguardar para ver.

O desperdício nas embalagens e os problemas ao meio ambiente

Crescem a cada dia, no mundo todo, as campanhas pela preservação da natureza, contra o desmatamento e a poluição. Em várias cidades do mundo são criadas até leis para se proibir o uso de sacolas plásticas nas compras de supermercados.
Mas ainda é pouco. Vemos a todo momento produtos cujas embalagens são um verdadeiro desperdício. Basta pedir uma pizza, que o entregador chega com uma caixa de papelão, que segundos depois já vai para o lixo, praticamente nova. Outros exemplos poderiam ser citados e assim vão se somando e causando os desmatamentos.
Está na hora do ser humano mudar seus procedimentos ou sua própria atitude o forçará a isso.

Os acidentes com o uso de inseticidas, pesticidas e agrotóxicos

O uso doméstico de venenos inseticidas diversos e os utilizados em plantas tem causados grandes acidentes.
As empresas, normalmente multinacionais, com o pretexto de melhorar a produtividade e qualidade dos produtos agrícolas no Brasil, há muitos anos têm difundido o uso deliberado de venenos de todos os tipos, lucrando muito com isso, sem se importar com suas conseqüências.
Além do mal que fazem a quem consome os produtos contaminados, muitos acidentes gravíssimos têm ocorrido com as pessoas trabalhadoras que aplicam os tais venenos. Problemas também têm ocorrido com o armazenamento inadequado e a reutilização das embalagens desses produtos.
Recentemente a aplicação de um pesticida no jardim de uma empresa em Curitiba ocasionou mal estar e o internamento de vários trabalhadores, que estavam no prédio ao lado.
Em Santa Catarina também houve o caso de uma menina que foi a óbito esta semana, após a sua mãe aplicar shampoo misturado com inseticida em seu cabelo, para combater piolhos.
Cresce cada vez mais a preferência por produtos chamados orgânicos na alimentação, com os supermercados, aumentando as opções aos consumidores.
Todos os cuidados devem ser tomados com esses produtos venenosos, pois eles tem trazidos conseqüências gravíssimas.

A reciclagem de metais e os roubos de fios de cobre de instalações

Os metais são os materiais mais reciclados até hoje. Há muitos anos se descobriram as vantagens de reaproveitá-los. Mas entre os mais procurados estão o cobre, alumínio, bronze.
Está se tornado comum o vandalismo e roubo de fios de cobres de instalações. Os marginais invadem fábricas, residências e não poupam até mesmo as instalações elétricas das ruas, com o intuito de roubar. Na maioria das vezes é para comprar drogas.
Outro problema que se tornou complicado é a invasão de cemitérios para a prática de roubos de metais, como bronze de placas e puxadores das lápides.
Em tempos atrás era normal se ver pessoas com próteses dentárias em ouro. Hoje em dia estas pessoas estariam correndo sérios riscos ao circular pelas ruas, pois poderiam ficar banguelas.

Sacolas plásticas de supermercados. Grande problemas em lixões

Há algumas décadas atrás as embalagens plásticas tomaram conta do mercado, como a solução de todos os problemas do comércio. Proclamadas como promotoras de higiene e facilidade. Antes a gente ia no armazém e o vendedor tinha os produtos a granel, que embalava em sua frente em cartuchos de papel. Realmente era um atraso total, sem higiene e um atendimento demorado. Daí veio a tal embalagem plástica. Tudo ficou facilitado. Surgiram por todos os lados empresas fabricantes das tais embalagens. No começo eram empresas que vinham com tecnologias européias, mas logo surgiram algumas empresas nacionais fabricantes de máquinas e aumentou mais ainda o número de fabricantes de tais embalagens e ela tomou conta do mercado.
Os supermercados adotaram a praticidade de servir seus clientes com as tais sacolas de plásticos e as donas de casa acharam nisso uma grande solução para o expurgo do lixo caseiro. Tudo parecia maravilhoso, mas logo a natureza sentiu o efeito disso. Os lixões viraram só plástico e descobriu-se que esse material leva muitos anos para se decompor, virando um grande problema.
Aquilo que parecia a solução, na verdade se transformou em um grande problema para a natureza. Agora se tenta voltar às origens e se combate com rigor as tais embalagens.
No Estado do Paraná o governo proibiu o uso delas e impõem pesadas multas aos supermercados, forçando-os a adotar as chamadas oxibiodegradáveis e uma grande campanha é feita para que se volte aos velhos tempos, quando se levava a sacola de casa para trazer as compras.
Se o homem não for mais consciente não terá mais seu planeta para viver.

O lixo urbano, problema de difícil solução

Cada vez que o pessoal das empresas de recolhimento de lixos faz uma greve, as cidades sentem o valor dessa gente. É um trabalho difícil, mas tem um valor enorme. Não é possível ficar muito tempo sem o recolhimento do lixo em uma cidade.
Sem o recolhimento esse lixo gera mau cheiro e prolifera insetos e roedores diversos, transmitindo tudo que tipo de doenças. Basta qualquer chuva e esse lixo vai trancar os bueiros, causando mais catástrofes ainda e mais doenças surgirão.
As cidades tem tido grandes problemas não só na coleta desse lixo como no seu armazenamento e tratamento. Poucas são as cidades que tem tratamento adequado. Algumas até estão aproveitando esse lixo e após um tratamento em biodigestores transformam esse lixo em energia, aproveitando o gás gerado, além de adubo orgânico.
Outras tem programas de reciclagens e aproveitam grande parte do material, como metais, vidros e plásticos.
Países da Europa já estão até pagando caro pela retirada e exportação desse lixo, como ouvi recentemente que uma empresa estava transportando lixo de lá para o Paraguai.
Em nossas contas do IPTU a coleta do lixo já representa uma parte significativa do valor.