Category Archives: Supermercados.

Quais os cuidados nas compras em supermercados?


Um ato tão simples como o de se fazer compras, que até uma criança consegue fazer, também pode exigir alguns cuidados. Cuidados que nem sempre as pessoas têm, pagando muito caro pela falta deles.

As grandes redes de supermercados investem bastante em pessoas especializadas que estudam minuciosamente os comportamentos das pessoas, para aumentaras suas vendas.

O consumidor também tem que estar preparado para fazer compras, para não entrar nas armadilhas impostas.

Listamos abaixo alguns cuidados que se deve ter quando se vai aos supermercados para fazer compras.
1 – Nunca ir ao supermercado com fome, pois isso faz com que alguns produtos sejam comprados sem necessidade.
2 – Evitar levar crianças ao supermercado, pois as gôndolas são dispostas de maneira a sugerir às crianças a compra de produtos que nem sempre são saudáveis ou necessárias. Normalmente os produtos sugeridos às crianças estão em gôndolas dispostas nos caminhos, como dos caixas, muitas vezes formando verdadeiros corredores sinuosos. Tais produtos estão quase sempre colocados nas prateleiras mais baixas, sempre ao alcance de qualquer criança.
3 – Sempre fazer uma lista em casa dos produtos a serem comprados, pois isto evita esquecer alguma coisa necessária, além de evitar que se compre produtos desnecessários.
4 – Tomar sempre o cuidado de verificar a data de validade dos produtos, pois muitas das vezes os produtos mais baratos e em promoção expostos nas gôndolas já estão com a data de validade vencida ou faltando poucos dias para se extinguir.
5 – Fazer o cálculo do preço do produto indicado na embalagem, pois um produto que parece ser mais barato que o da outra marca, pode conter uma quantidade menor.
6 – Tomar especial atenção para os preços indicados nas gôndolas e se possível levar um papel e caneta para ir anotando, para se conferir ao passar pelo caixa, pois invariavelmente os preços na hora de se pagar são superiores. Esta é uma prática comum em todos os supermercados e
até parece proposital, pois poucos clientes atentam a este detalhe e com isto no final do dia o supermercado consegue aumentar seus lucros consideravelmente.
7 – Deixar para o final da compra os produtos perecíveis e congelados, como carnes, laticínios e outros, para não ficarem muito tempo nos carrinhos, principalmente em locais e dias quentes.
8 – Adquirir o costume de levar a sacola de casa, evitando as tão condenadas sacolas plásticas, que não são biodegradáveis.
9 – Não esquecer de levar dinheiro, cartão, talão de cheques ou outra modalidade para pagar as compras.

Recall de carrinhos de bebês


A lei de defesa do consumidor no Brasil já tem alguns anos, porém vêm aos poucos conscientizando tanto os consumidores quanto os fabricantes de diversos produtos.

Já está corriqueiro se ver recall de automóveis e até recentemente foi bastante noticiado o do carro STILO da FIAT.
Mas por esta ninguém esperava, que se anunciaria um recall de carrinhos de bebês.

Esta semana uma grande rede de supermercados, atuante no Brasil, anunciou um recall em carrinhos de bebês, que segundo se informa a dobradiça dos mesmos tem causado cortes nas mãos dos bebês.

É a lei de defesa do consumidor surtindo seus efeitos!

Como diminuir o desperdício de alimentos em casa

Você tem idéia de quanto desperdiça de alimentos em sua casa? Desperdícios ocorrem de diversas maneiras. Uma delas, talvez a mais corriqueira, ocorre porque eles simplesmente se estragam e têm que ser jogados fora. Nesse caso, devemos redimensionar as compras, planejando melhor, comprando pequenas porções e indo ao mercado mais vezes por semana, variando os produtos, uma vez compra um e outro dia compra o outro. Isto é mais fácil em se tratando de frutas e verduras.

Outra causa de desperdício é a falta de cuidado, que às vezes temos na conservação. Produtos que são muito perecíveis e deixamos fora da geladeira ou até mesmo dentro dela, porém mal acondicionados e em locais errados dentro dela, como carne que não vamos utilizar logo e ficam fora do congelador ou do freezer, ovos acondicionados na porta da geladeira e até mesmo quando abrimos várias caixas de leites longa vida e não os consumimos de imediato, bem como caixinhas ou latinhas de cremes de leites, leites condensados, extratos, polpas e molhos de tomates, milhos, ervilhas e tantos outros.

Muitas vezes produtos ou parte deles são jogados fora por pura ignorância, porque não sabemos prepará-los. Tenho visto muitas dicas em programas de culinárias e fico surpreso com a utilização que se pode dar para muita coisa que se descarta para o lixo no dia a dia, principalmente em se tratando de cascas de frutas e hortaliças e até mesmo talos de certos alimentos, que pagamos por Kg e jogamos no lixo estes mesmos pesos.

Outras vezes deixamos de comprar um belo bife de filé mignon, porque achamos o preço um tanto elevado e levamos para casa um monte de ossos e sebos, que elevam o preço de uma carne dura a valores acima daquele filé que não levamos, após o descarte dos ossos e da gordura. Da mesma forma um camarão ou um peixe bem preparado podem substituir com grande vantagem qualquer outro tipo de carne, mesmo que à primeira vista seu preço nos afaste de adquiri-los, devida a perda praticamente nula.

Podemos encontrar muitos outros desperdícios em nossa casa e economizar bastante, somente alterando nossas atitudes. Nada mal para os dias atuais!

Você acredita nas promoções de lojas e supermercados em datas especiais?

É comum em datas especiais, como dia das mães, dia dos pais, páscoa, natal e outras as lojas e supermercados fazerem suas promoções especiais. Valores em compras, prêmios especiais e até carros são anunciados.
Atingido certo valor de compras o cliente preenche um cupom que será sorteado posteriormente.
Já preenchi muitos destes cupons e nunca ganhei nada e nem tomei conhecimento de algum amigo ganhador. Será uma fraude?
Você acredita nestas promoções?

Natal 2008. Crise financeira internacional aumenta e as vendas devem cair

A crise financeira internacional jogou um balde de água fria nas perspectivas de vendas do próximo natal. O comércio está descontente, pois projetava vendas para este ano bem superiores às do ano passado, mas com a crise já assumida até pelo Lula já estão revendo esses números.
Muitos lojistas não têm mais como voltar atrás, pois já fizeram seus pedidos e já estão recebendo até as faturas. Nesse caso é torcer pelo menos para não ficar com o prejuízo.
Vai ter muito papai Noel com o saco vazio e muita gente com o saco cheio!

As táticas usadas pelos supermercados para vender mais

Há um ditado que não devemos ir às compras com fome, nem levar crianças e sempre levar a lista dos produtos que vamos comprar, para não comprarmos desnecessários.
Isso é a pura verdade. Se observarmos bem, os supermercados usam táticas para forçar as vendas. Nas gôndolas, as prateleiras mais baixas e mais acessíveis são sempre de produtos que as crianças gostam ou supérfluos, que conscientemente dificilmente compraremos. Quando vamos aos caixas enfrentamos um verdadeiro corredor polonês de produtos desnecessários.
Só falta ter um segurança com um cassetete para obrigá-lo a comprar aquilo que você não quer.

Conceito de preservação ambiental em supermercados

O conceito de preservação ambiental e a luta pelo combate à poluição estão realmente tomando conta da consciência das pessoas, governos e já atingem em cheio os empresários.
Ouvi uma reportagem esta semana sobre uma das maiores redes de supermercados nacionais, que instalou e já está em operação em uma cidade do Brasil, uma loja com o conceito de preservação ambiental, chamada de “loja verde”. Nesta loja tudo visa a preservação do meio ambiente, desde as instalações da loja, sacolas ecológicas e se a pessoa ao passar pelo caixa quiser levar só o produto poderá deixar a embalagem maior no caixa, para ser reciclada. Por exemplo, se você comprar pasta de dente, poderá deixar a caixinha e levar só o tubo. Há também espaços no pátio para recebimento de materiais recicláveis, onde as pessoas podem até trazê-los de caixa e deixarem ali para ser dado o devido encaminhamento.
É a consciência que começa tomar conta da população e tomara que ela vingue, pois precisamos mesmo limpar o nosso planeta, que nós mesmos temos poluído tanto.

Shampoo de várias frutas, para todos os gostos

Esses dias em uma gôndola de supermercado prestei atenção na grande quantidade de marcas e tipos de shampoos disponíveis. Existem para todos os gostos. Em um deles você se encaixa.
Quase todos os tipos de frutas entram nas composições, com promessas de fortificações e vitaminas diversas. A considerar pelo que se lê nos frascos, não haverá mais necessidade de se comer frutas e verduras, basta se usar shampoo.
Daqui uns tempos vão inventar um shampoo para os carecas!

Os alimentos semi-prontos e pré-cozidos

Com o crescente número de pessoas vivendo sozinhas, principalmente os homens e mesmo as mulheres, que trabalham fora e não têm tempo para afazeres domésticos, tudo o que facilitar a vida caseira é bem vindo.
Vemos que na área de alimentação quase tudo já é encontrado semi-pronto, pré-cozido, nas gôndolas de supermercados. Bastam alguns minutos e se prepara uma refeição em casa.
São os dias modernos mudando os hábitos do povo.

A poluição causada por embalagens long neck

Muitas inovações que no passado foram alardeadas como grandes soluções hoje se tornaram grandes vilões da poluição. Assim acontece com as sacolas plásticas de supermercados e embalagens plásticas de maneira geral; com as de leite longa vida, aquelas de caixinhas e muitas outras.
Agora chegou também ao noticiário as embalagens de bebidas de vidro descartáveis chamadas “long neck”. Lançadas no Brasil pelos anos de 1996 por uma marca de cerveja bem conhecida pelas inovações, logo foi copiada pelas concorrentes e se difundiu por todo o território nacional.
Como tudo acontece aqui no Brasil, nenhuma providência foi tomada pelas autoridades no sentido de responsabilizar as empresas que produzem ou comercializam produtos com tais embalagens, para recolherem e reciclarem as embalagens descartadas, após o consumo dos produtos. A relação entre o que é recuperado e o que é produzido, traduz muito bem o descaso que está acontecendo.
Somente agora as autoridades estão se dando conta do tamanho da poluição que isto está causando e tentam através de legislação proibir mais esse atentado ao meio ambiente.