Category Archives: Tecnologia

Trem bala brasileiro

Com a copa do mundo vindo para o Brasil, muitos projetos serão implantados. Uns são coerentes e benéficos, outros nem tanto.
Alguns empreendimentos não passarão de desperdício do dinheiro do povo, que a poucos servirão.

Um projeto que vem trazendo muita polêmica é o do trem bala, entre Rio de Janeiro e São Paulo. A candidata do governo se vangloria do tal projeto e o seu adversário oposicionista apresenta argumentos contrários, fortemente convincentes.

Para a candidata, o trem bala substituirá a ponte aérea entre os dois grandes centros urbanos, com grande economia de tempo e dinheiro aos usuários, pois as estações não precisariam ser distantes dos centros urbanos, como são os aeroportos.

Para o candidato oposicionista e para outros tantos, o dinheiro que será gasto neste projeto poderá ser usado de melhor maneira para resolver o transporte coletivo nestes centros, aplicando-se na melhoria do transporte coletivo, como metrôs, ônibus, trens urbanos e outras aplicações, que serviriam à maioria da população, principalmente a classe trabalhadora, ao contrário do trem bala, que serviria apenas a uma classe mais privilegiada.

Política à parte, a verdade é que realmente o investimento num projeto deste, que envolverá tantos recursos, há de ser bem analisado, verificando-se cuidadosamente o custo e benefício e se não há realmente outras prioridades, para as quais se tenha que direcionar os escassos recursos dos brasileiros, tão afogados com os altíssimos impostos e com tantas carências, não só quanto ao transporte coletivo, mas nas áreas de saúde, segurança, educação, habitação e tantas outras áreas desassistidas.

Celular com tradução de idiomas

A tecnologia anda a ritmo acelerado mesmo. Quando pensamos que não haverá mais novidades, somos logo surpreendidos.

A área dos eletrônicos é onde mais tem aparecido as inovações, principalmente em se tratando de comunicações. Desde quando apareceu a telefonia celular não pararam as surpresa. A concorrência neste setor tem puxado os avanços.

Não demorou muito para que se juntassem as áreas de telefonia e da informática nos aparelhos celulares. Hoje parece que já é uma tecnologia consolidada. Aparelhos cada vez menores e mais leves, além de mais completos e unificadores, fazem quase tudo.

Mas sempre surgem inovações, quando pensamos que não haverá mais nada.
Agora uma fabricante da área apresentou um aparelho de celular com um software que faz a tradução de um idioma para outro. A pessoa fala em um idioma e a ouvinte ouve no outro. Basta clicar uma tecla para se traduzir no idioma desejado.

Isto é incrível! Se nos tempos antigos já houvesse essa tecnologia, não teria havido aquela confusão da torre de Babel!
Ainda vou ver muita coisa, antes de partir.

Apagão elétrico

Todos se lembram do famoso apagão elétrico que ocorreu no governo do FHC e o mais recente há pouco tempo atrás, já no governo do Lula.

Até hoje esse último não ficou bem explicado, tendo sido culpada, nos primeiros momentos, a usina de Itaipu, depois a culpa foi sendo transferida para subestações e linhas de transmissões e sobrou até para São Pedro, que dizem que mandou uma tempestade só para causar o apagão.

Mas uma coisa é certa, tanto um quanto o outro foram culpa dos governos, que não fizeram planejamentos ou não estão dando a devida atenção para a manutenção dos equipamentos.

Com a crise que atingiu o mundo todo nos anos de 2008 e 2009, inclusive o Brasil, as atividades econômicas tiveram uma diminuição drástica, evitando novos colapsos em nosso país.

Porém a economia já dá demonstração de retomada e isso vai requerer um consumo muito grande de energia elétrica. Será que o Brasil está preparado para isso?

Foram criadas várias usinas termos elétricas pelo Brasil, movidas a gás natural de petróleo, cujo custo de produção é consideravelmente mais elevado que o de hidroelétricas, além de que a maioria é movida com gás importado da Bolívia, que todos sabem que recentemente o governo daquele país rompeu o contrato e elevou os preços, tornando praticamente inviáveis as nossas usinas termos elétricas, uma vez que ainda não produzimos gás o suficiente.

O Lula até andou falando na retomada do programa das usinas nucleares, uma vez que temos algumas em Angra dos Reis, porém velhas e ultrapassadas.

Nosso potencial das usinas hidroelétricas está quase esgotado e as que ainda podemos construir sofrem forte contrariedade dos ambientalistas.

Possuímos um grande potencial para o qual ainda não se deu a atenção devida, que é a exploração da energia eólica e solar e até a energia das ondas marítimas ao longo do nosso vasto litoral.

Temos ouvido notícias de novos pequenos apagões em cidades como Rio de Janeiro e outras, tendo sido causados novamente pelo descuido e falta de manutenção adequada das concessionárias e também pela falta de atenção dos governantes locais.

Até quando vamos ter que conviver com isso?

Aparelho para cego conseguir enxergar

O homem é realmente incrível. Está sempre surpreendendo e enganando a própria natureza com suas invenções. Há muitos anos atrás desenvolveu aparelhos para poder enxerga mais longe, como as lunetas e telescópios, que levaram às grandes descobertas do nosso universo ou para poder enxergar coisas muito pequenas, como os microscópios, que também levaram às grandes descobertas principalmente na área da medicina.

Também inventaram os óculos, suprindo as deficiências da visão, depois as lentes de contatos, substituindo os óculos, para quem não quer modificar a sua fisionomia.

Aparelhos para recuperar ou melhorar a audição também foram inventados.
Agora novamente uma nova invenção está sendo noticiada, que promete dar a visão aos cegos. Trata-se de um aparelho, que se parece com um pirulito, que contém vários sensores. Este aparelho recebe de uma câmara, instalada em uma espécie de óculos, as imagens, que são convertidas e transmitidas por fios, em forma de pulsos elétricos, até aquele “pirulito”, que colocado na língua esta consegue transmitir para o cérebro e decifrar as imagens.

Isto está sendo testado nos EUA em um soldado que perdeu a visão pela explosão de uma granada na guerra do Iraque.

Isto será incrível. A língua substituindo os olhos!

Fitas VHS, DVD e BLUE RAY

Quando apareceram no mercado, os primeiros filmes em fitas VHS provocaram uma verdadeira revolução na indústria cinematográfica.

As salas de cinemas quase se extinguiram, pois se deslocar nesse caótico trânsito das grandes cidades, dificuldades e custos para se estacionar o veículo e outras dificuldades, além do custo com os ingressos, afastaram o público destas salas,depois que apareceram os filmes nas fitas VHS.

Surgiram com grande sucesso em todas as cidades as casas “vídeo locadoras”. Ficou muito mais barato e mais cômodo se alugar várias fitas, com os gêneros de filmes da preferência e levar para casa, onde pode ser visto por várias pessoas e no conforto de casa, na hora que se desejar, com a economia dos ingressos, saindo das dificuldades e gastos de deslocamentos para ir até uma sala de exibição.

O mercado de eletrodomésticos também faturou bastante, vendendo os aparelhos para serem usados na projeção dessas fitas, que também passaram a ser usadas para gravações de cerimônias familiares, como batizados, aniversários, casamentos e outras filmagens caseiras.

Vieram em seguida e de forma arrasadora os discos DVD, com mais definição das imagens e melhor qualidade de som, provocando novamente uma nova onda de consumo, fazendo que as casas de locações das fitas VHS, as “vídeo locadoras”, se adaptassem rapidamente ou fechassem seus estabelecimentos.

Grandes prejuízos tiveram essas casas, ficando com as antigas fitas de VHS como um “mico”, que ninguém mais queria locar. Hoje em dia nem se consegue mais achar um filme em fita VHS e quem possui um aparelho de vídeo para essas fitas é que ficou com o “mico” na mão.

Os viciados em assistir filmes em casa tiveram então que se adaptar aos novos tempos, adquirindo um novo aparelho, agora para usar com o DVD.

A indústria cinematográfica também teve que se adaptar e passou a publicar os filmes em fitas, agora em DVD, cada vez mais cedo, ficando pouco tempo de exibição nas salas de cinemas até os grandes lançamentos.

Uma nova onda já está provocando mudanças e em breve até o DVD será obsoleto e os nossos aparelhos também. Já está no mercado a nova tecnologia e ganhando muita força, chamada “ BLUE RAY”.

Ela segue no mesmo sentido do DVD, é um disco óptico, com leitura por um raio azul, por isso chamado de Blue Ray. Essa nova tecnologia apresenta um vídeo de alta definição e armazenamento de dados de alta densidade, podendo conter em um único disco muitas horas de gravação.
Porém essa tecnologia implica em aparelhos especiais, que nos levará aos novos investimentos.

Transmissão em 3 D na TV

Após o grande sucesso dos filmes em terceira dimensão nos cinemas, notadamente o filme AVATAR, líder de bilheteria e ganhador de várias estatuetas no OSCAR 2010, a nova febre chegou agora também à televisão.
A grande competição da fórmula INDY, realizada no domingo dia 14.03.2010 em São Paulo-Brasil, foi transmitida em 3D pela rede Bandeirantes.
Acho que daqui para frente essa tecnologia invadirá a televisão brasileira e teremos em breve as outras emissoras também fazendo transmissões em 3D de filmes e até de sua programação normal.
Quando pensamos que não há mais o que inovar, vem uma tecnologia nova que obriga a todos se reequipar, sucateando todos os aparelhos que temos em casa.
E assim caminha a humanidade!

Etanol e o carro flex

Há alguns anos atrás, quando surgiram os primeiros carros a álcool no Brasil, a nova tecnologia foi a princípio mal recebida. Ninguém queria ter carro a álcool, pois os problemas que apresentavam eram muitos, principalmente na hora da partida, que tinham dificuldade para “pegar”, principalmente em dias frios dos rigorosos invernos no sul do país. Esse problema foi sendo resolvido, com a instalação de um tanquinho de gasolina auxiliar.

O governo da época fez muita propaganda. Com o objetivo de promover a produção do álcool no Brasil criaram um programa chamado de “pró-álcool” e as montadoras foram aperfeiçoando os projetos e os carros a álcool passaram a dominar o mercado.

Porém não durou muito, pois o preço do açúcar no mercado internacional passou a ser mais vantajoso e os usineiros deixaram de produzir o álcool para produzir o açúcar e veio a faltar o álcool nos postos de combustíveis, levando ao descrédito o carro a álcool.

Ninguém mais queria comprar carro a álcool e quem o possuía ficou com um “mico” na mão. O programa “pró-álcool” então foi sendo esquecido até ser abandonado de vez pelo governo.

Recentemente o atual governo resolveu novamente dar ênfase a esse combustível, por ser ecologicamente mais correto, menos poluente e de fonte renovável.

As montadoras recriaram o projeto, porém fazendo os carros para o uso de duplo combustíveis, álcool e gasolina, os chamados “carros flex”e dessa forma menos vulneráveis á falta do tal álcool ou etanol, como quer que o chame o nosso governo.

O carro flex se tornou rapidamente o campeão das linhas de produções e de vendas, tanto no mercado interno quanto nas exportações.

Porém uma nova crise do etanol surgiu aqui no Brasil no fim do ano de 2009 e perdura no início deste ano de 2010 pelo mesmo motivo anterior, o preço do açúcar no mercado externo, que desvia a produção de álcool para do açúcar por parte dos usineiros.

Porém desta vez os usuários de carros flex estão sendo menos atingidos, pois basta abastecer seu carro com gasolina e aguardar até que o preço do etanol volte a ser compensativo.
Andar com as duas pernas é sempre melhor que ser “saci”.

Porque a WEB está com os dias contados?

Uma reportagem que ouvi estes dias chamou minha atenção. Um especialista em tecnologia da informação comentava sobre o futuro da WEB. Segundo ele o sistema atual estaria com os dias contados e especialistas de todo o mundo já estudam um substituto.
Ele comentava sobre a saturação do sistema e os perigos de se ter uma pane em setores importantes, por conta desta saturação e até por ação de rackers,

Vírus, spams e tantos outros problemas, cada vez mais sofisticados, podem se proliferar e gerar multiplicações em série, vindo a dar pane nos sistemas de vários setores do mundo todo.

Está vulnerabilidade assusta muito, pois no mundo globalizado isto terá conseqüências desastrosas, caso venha a acontecer.

Como obter eletricidade do trânsito caótico das cidades

A crise sempre trouxe inovações. Grandes descobertas já tiveram origens em tempos de crises.
Com os altos custos e a escassez de energias, buscam-se todos os meios. Energia solar, eólica, energia das ondas do mar e tantos outros.
Agora veio mais esta, de iniciativa de uma empresa israelense do setor de energia, a Innowattech, que quer transformar o irritante tráfego da hora do rush em fonte de eletricidade.

O processo, conhecido como piezeletricidade, consiste em colocar sob a pista os geradores que contêm material que produz eletricidade mediante a aplicação de força mecânica, como a pressão dos pneus dos carros.Afirmam os pretendentes que com uma única faixa de um quilômetro de estrada poderá fornecer até 100 quilowatts de eletricidade, energia suficiente para abastecer cerca de 40 casas.

Se isso for verdade e der certo tem muitas cidades brasileiras que poderão ficar às claras para sempre!

Celular rastreará e controlará alunos em escola de São Paulo

Depois que inventaram o telefone celular muita coisa mudou. Os negócios ficaram facilitados, com a comunicação sendo facilitada. Socorros em lugares distantes também puderam ser feitos.
Mas nem tudo foi para melhor. As esposas e namoradas conseguem controlar o passo a passo dos homens, depois desta invenção.
Os filhos que já eram controlados em seus passeios, agora serão também controlados nas escolas.

Uma escola de São Paulo vai monitorar toda a vida escolar de seus alunos, informando tudo aos seus pais através de mensagens por celular. Qualquer anormalidade na escola ou até as ausências serão comunicadas de imediato, para que os pais possam tomar as providências a tempo.

É a tecnologia controlando cada vez mais a vida do cidadão.