Category Archives: Transportes

Poluição e o aditivo para carros a diesel

Os veículos movidos a diesel no Brasil são muito poluentes e muito pouco se fez até agora para diminuir isso.

Tempos atrás até se tentou obrigar a Petrobrás a fabricar o combustível dentro de padrões menos poluente, porém a pressão desta foi grande e tudo ficou como estava.

Esta semana, dia 13.07.2010, um acordo entre o IBAMA e o INNMETRO determinou que a partir de 2012 todos os veículos movidos a óleo diesel terão que emitir menos poluente.

Para isso todos os veículos novos movidos a óleo diesel, classificados como comerciais leves, pesados, semipesados e ônibus, ficarão obrigados a misturar um aditivo ao combustível, que está sendo chamado de ARLA 32, que se trata de uma solução aquosa de uréia, não tóxica, cuja função é diminuir a emissão de óxidos nitrosos.

O tal aditivo será vendido em concessionárias, postos de combustíveis e até em supermercados.
Como tudo aqui no Brasil, o ônus das medidas sempre fica com o consumidor e contribuinte e nunca para aqueles a quem deveria recair.

Trem bala brasileiro

Com a copa do mundo vindo para o Brasil, muitos projetos serão implantados. Uns são coerentes e benéficos, outros nem tanto.
Alguns empreendimentos não passarão de desperdício do dinheiro do povo, que a poucos servirão.

Um projeto que vem trazendo muita polêmica é o do trem bala, entre Rio de Janeiro e São Paulo. A candidata do governo se vangloria do tal projeto e o seu adversário oposicionista apresenta argumentos contrários, fortemente convincentes.

Para a candidata, o trem bala substituirá a ponte aérea entre os dois grandes centros urbanos, com grande economia de tempo e dinheiro aos usuários, pois as estações não precisariam ser distantes dos centros urbanos, como são os aeroportos.

Para o candidato oposicionista e para outros tantos, o dinheiro que será gasto neste projeto poderá ser usado de melhor maneira para resolver o transporte coletivo nestes centros, aplicando-se na melhoria do transporte coletivo, como metrôs, ônibus, trens urbanos e outras aplicações, que serviriam à maioria da população, principalmente a classe trabalhadora, ao contrário do trem bala, que serviria apenas a uma classe mais privilegiada.

Política à parte, a verdade é que realmente o investimento num projeto deste, que envolverá tantos recursos, há de ser bem analisado, verificando-se cuidadosamente o custo e benefício e se não há realmente outras prioridades, para as quais se tenha que direcionar os escassos recursos dos brasileiros, tão afogados com os altíssimos impostos e com tantas carências, não só quanto ao transporte coletivo, mas nas áreas de saúde, segurança, educação, habitação e tantas outras áreas desassistidas.