Publicidade



Congestionamentos de trânsitos nas cidades, câmaras, radares e estacionamentos regulamentados

Os recentes aumentos nas vendas de carros, anunciados com euforísmo pelo setor, trazem também um grande problema para ser resolvido.
Cada vez mais as cidades se deparam com o terrível problema de administração do trânsito. Nos horários de picos, pela manhã, meio dia e a tarde é um terror andar de carro no centro das cidades. Se há alguma obra sendo feita ou se estiver chovendo se torna pior ainda. Junto com esse problema vem o da poluição, que também aumenta cada vez mais.
Há os que dizem para se deixar os carros em casa e usar o transporte coletivo, mas isso é praticamente impossível também, pois em quase nenhuma cidade esse transporte é adequado e rápido o suficiente. O preço também não é condizente, pois quando se tem que tomar vários ônibus para se chegar a um certo lugar, que muitas vezes de carro é bem perto, além do custo desse transporte há a enorme perda de tempo. Muito terá que ser melhorado para se poder oferecer esse serviço à maioria da população.
Outro problema é onde estacionar o carro nos centros urbanos. As vias públicas já estão com as vagas esgotadas. Quase todos os municípios transformaram as poucas vagas em uma grande indústria e passaram a cobrar por esse estacionamento, mesmo sem oferecer nenhuma segurança ao usuário. Quase não há imóveis disponíveis ou adequados para se criarem os estacionamentos e quando os utilizamos são a preços insuportáveis.
As cidades se encontram tomadas pelas câmaras e radares, pois as autoridades descobriram no trânsito um grande vilão para alimentar sua ganância arrecadatória, transformando um grande tema em uma grande indústria da multa.
Muitas prefeituras já falam em implantar aqui no Brasil o pedágio urbano, com o intuito de arrecadar mais ainda, porém não propõem soluções para que o usuário substitua o carro por outro meio adequado de transporte.
Aqui no Brasil já virou mania das autoridades em aumentar impostos, criar taxas, multas e outras artimânias em vez de arrumar soluções para os problemas.

Publicidade