Publicidade



Halloween, dia da bruxas e o dia dos finados

Uma festa pagâ que começou a dois mil anos atrás, quando os povos Celtas comemoravam o fim do verão, o início do ano novo e as fartas colheitas. Sua comemoração original chamava-se Samhain, também conhecida como o Dia das Almas, pois acreditava-se que na noite de 31 de outubro acontecia o encontro entre o mundo espiritual e material. Lendas e contos revelam que os mortos no ano anterior regressam e se encarnam nos vivos para dar uma voltinha pelo mundo terreno. Na idade média a igreja católica hostilizou e condenou essa festa, chamando de “festa das bruxas”, tendo mandado muitos para a fogueira. A Igreja cristianizou a festa, criando o Dia de Finados (2 de novembro), com o objetivo de diminuir as influências pagãs na Europa Medieval.
No mundo moderno, o Halloween surgiu no século XIX, quando irlandeses implantaram a festa nos Estados Unidos. A data virou uma tradicional festa infantil na qual crianças se fantasiam e pedem doces de casa em casa, dizendo tricks or treats – travessuras ou gostosuras.
No Brasil a comemoração desta data é recente. Chegou ao nosso país através da grande influência da cultura americana, vinda pela televisão e pelos cursos de língua inglesa, que valorizam e comemoram esta data com seus alunos, como forma de vivenciar com os estudantes a cultura norte-americana. Alguns discordam desta comemoração e acham que deveríamos incluir temas nacionais, como o Saci.

Publicidade