Publicidade



Querem dar o calote no Brasil. É necessário nosso governo assumir outra postura

Depois que o Equador resolveu não pagar os empréstimos do BNDES, num montante de US$ 243 milhões, para as obras da Hidrelétrica de San Francisco, construída naquele país pelo consórcio liderado pela empresa brasileira Norberto Odebrecht, que foi expulsa de lá por problemas de funcionamento da usina, outros governos da América Latina, como Venezuela, Bolívia e até o Paraguai, resolveram auditar as suas contas e ameaçam um calote no BNDES, pleiteando desta forma uma anistia do Brasil junto àqueles países.
A postura do nosso governo, em matéria de política externa vem sendo equivocada em vários aspectos. Este posicionamento destes países se deve ao comportamento até então assumido pelo atual governo brasileiro, que trata todos como irmãozinhos mais pobres, em detrimento dos interesses do povo brasileiro.
Assim foi também ao assumir e assinar aquele acordo sobre a auto- determinação dos povos indígenas, que os estudiosos insistem em dizer que poderá levar o Brasil a perder grande parte dos seus territórios para nações indígenas, cujo controle e manipulação já vem sendo feita por países como EUA e outros da Europa.
É muita incompetência para um só governo. Ou se muda a postura ou o povo brasileiro tem que trocar de governo.

Publicidade