Publicidade



Trem bala brasileiro

Com a copa do mundo vindo para o Brasil, muitos projetos serão implantados. Uns são coerentes e benéficos, outros nem tanto.
Alguns empreendimentos não passarão de desperdício do dinheiro do povo, que a poucos servirão.

Um projeto que vem trazendo muita polêmica é o do trem bala, entre Rio de Janeiro e São Paulo. A candidata do governo se vangloria do tal projeto e o seu adversário oposicionista apresenta argumentos contrários, fortemente convincentes.

Para a candidata, o trem bala substituirá a ponte aérea entre os dois grandes centros urbanos, com grande economia de tempo e dinheiro aos usuários, pois as estações não precisariam ser distantes dos centros urbanos, como são os aeroportos.

Para o candidato oposicionista e para outros tantos, o dinheiro que será gasto neste projeto poderá ser usado de melhor maneira para resolver o transporte coletivo nestes centros, aplicando-se na melhoria do transporte coletivo, como metrôs, ônibus, trens urbanos e outras aplicações, que serviriam à maioria da população, principalmente a classe trabalhadora, ao contrário do trem bala, que serviria apenas a uma classe mais privilegiada.

Política à parte, a verdade é que realmente o investimento num projeto deste, que envolverá tantos recursos, há de ser bem analisado, verificando-se cuidadosamente o custo e benefício e se não há realmente outras prioridades, para as quais se tenha que direcionar os escassos recursos dos brasileiros, tão afogados com os altíssimos impostos e com tantas carências, não só quanto ao transporte coletivo, mas nas áreas de saúde, segurança, educação, habitação e tantas outras áreas desassistidas.

Publicidade